ORG. Social


As Organizações Não Governamentais (ONGs) são entidades do Terceiro Setor, ou seja, são da sociedade civil e de caráter privado, cuja função é desenvolver trabalhos sem fins lucrativos. A área de atuação das ONGs é bem diversificada: social, saúde, ambiental, grupos de proteção à mulher, tratamentos de dependentes químicos, etc.

Muitas delas surgiram para suprir a ausência do Estado em alguns serviços. Os projetos desenvolvidos pelas ONGs são financiados pelas próprias organizações por meio de doação dos sócios, além de algumas receberem apoio de instituições públicas e privadas.

O fortalecimento do Terceiro Setor demonstra um aumento do comprometimento da sociedade para com a cidadania, formando um ser humano consciente de suas responsabilidades como cidadão global, promovendo trabalhos de interesse público.
  • Possuem uma função social e política em sua comunidade ou sociedade;
  • Possuem uma estrutura formal e legal;
  • Estão relacionadas e ligadas à sociedade ou comunidade através de atos de solidariedade;
  • Não perseguem lucros financeiros (sem fins lucrativos);
  • Possuem considerável autonomia.
PARE E PENSE: Em outras palavras, as ONGs são "grupos de pressão que buscam por um lado influenciar e democratizar políticas públicas governamentais para que essas supram da maneira mais extensa possível às necessidades da sociedade e de condições de vida iguais e justas no mundo todo e, por outro lado, movimentar a sociedade em que estão inseridas, utilizando-se de suas relações de solidariedade, na busca dessa democratização e influência política".

Seja um voluntário, faça a diferença, faça sua parte. O voluntário é um cidadão, digamos assim, com mestrado. Mestrado em generosidade. É um Ph.D em humanidades. O voluntário tem atitude, compreensão e muita responsabilidade com a sua missão. A sua causa é resolver ou no mínimo tentar ajudar a solucionar um problema, a alcançar determinada meta. É ver, basicamente, a outra pessoa feliz. Assim, e só assim, ele se sente realizado.

O voluntário pode ser jovem ou idoso mas já deve ter entendido através de exemplos vistos no comportamento familiar, na escola ou no local de trabalho, como é decisivo e fundamental para a sua comunidade o trabalho que realiza.

Nos Estados Unidos, é formidável a dedicação e contribuição dos voluntários americanos – quase 75% da população tem alguma atividade voluntária – para o desenvolvimento do país. Nós no Brasil ainda não entendemos muito bem o que é ser voluntário. Confundimos com solidariedade ou com filantropia. O verdadeiro voluntário tem orgulho da sua tarefa e muita atenção no seu dia a dia como voluntário.

Benefícios em ajudar alguém
  • É fácil encontrar quem precisa de ajuda: As ONGs (Organizações não-governamentais) atuam em várias áreas e têm demanda constante dos mais diversos profissionais. Não é difícil encontrar uma com um perfil que lhe interesse e que esteja fisicamente próxima de você.
  • Você é quem define o tempo de dedicação: Assim fica fácil conciliar com seus estudos. Mas atenção: é preciso ser responsável e manter o compromisso assumido com a entidade.
  • É um bom momento para treinar o que você aprende: Escolher uma atividade ligada à sua área é a melhor opção.
  • Atuação mais abrangente do que num estágio convencional: Na maioria das vezes, as estruturas são pequenas, nas quais quem trabalha realiza um pouco de tudo. A ampla visão de todos os aspectos da atuação profissional é extremamente positiva.
  • Possibilidade de desenvolver projetos e colocar idéias em prática: Em uma entidade, é muito mais simples colocar em prática novas idéias. Grandes empresas possuem processos decisórios mais longos e nem sempre estão abertas a inovações experimentais.
  • Sentir que seu trabalho ajuda quem precisa: A intensidade varia de pessoa para pessoa, mas é fácil imaginar a satisfação de ver que seu trabalho está mudando, diretamente, a realidade de pessoas que precisam.
  • Trabalho voluntário é uma via de mão dupla: Voluntariado é experiência espontânea, alegre, prazerosa, gratificante. O voluntário doa energia, tempo e talento mas ganha muitas coisas em troca: contato humano, convivência com pessoas diferentes, oportunidade de viver outras situações, aprender coisas novas, satisfação de se sentir útil.
  • Voluntariado é uma relação humana, rica e solidária: Trabalho voluntário não é uma atividade fria, racional e impessoal. É contato humano, oportunidade para se fazer novos amigos, intercâmbio e aprendizado.
  • No voluntariado, todos ganham: A ação voluntária visa a ajudar pessoas em dificuldade, resolver problemas sociais, melhorar a qualidade de vida da comunidade. Seu sentido é eminentemente positivo: ao mobilizar energias, recursos e competências em prol de ações de interesse coletivo, o voluntariado reforça a solidariedade social e contribui para a construção de uma sociedade mais justa e humana.
  • Voluntariado é ação: O voluntário é um pessoa criativa, decidida, solidária. No trabalho voluntário, não há cartórios nem monopólios. Não há hierarquia de prioridades.

Acesse
ORG. SOCIAL
Pare e Pense - OpenBrasil.org

Postagens mais visitadas

Imagem

Pare e Pense

Imagem

Doe Vida