Pare e Pense: Paz no Trânsito

Paz no Trânsito

Todos os dias nós nos deparamos com notícias trágicas ligadas ao trânsito. Famílias perdem a vida em acidentes que poderiam ser evitados facilmente, isso é algo realmente preocupante já que nosso trânsito mata mais que muitas guerras pelo mundo.

Acidentes no trânsito são a terceira causa de morte no mundo, ficando atrás apenas das doenças cardíacas e câncer. Com base nas estatísticas, a Organização Mundial da Saúde.
Qualquer acidente acontece em decorrência desses fatores:
IMPRUDÊNCIA, IMPERÍCIA e NEGLIGÊNCIA
Imprudência – É o desrespeito às leis de trânsito, como a ultrapassagem em local proibido, a transposição em sinal vermelho, o não uso do sinto de segurança e outras diversas atitudes sabidamente perigosas;

Imperícia – É a falta de habilidade e conhecimento para operar em determinados veículos ou tipos de estradas e condições do trânsito;

Negligência – É o descaso perante um problema conhecido, como um defeito do carro que acaba comprometendo o seu bom funcionamento.

Os ortopedistas brasileiros ficam na “linha de frente” dos prontos-socorros em todo o Brasil e atendem milhares de vítimas de acidentes de trânsito que, apesar do tratamento, morrem ou apresentam sequelas permanentes. Eles vivenciam diariamente o sofrimento de familiares e amigos. Por isso, eles advertem:

1 - Se beber não dirija e não pegue carona com quem bebeu.
2 - Todos podem ser vítimas de um motorista alcoolizado: crianças, pedestres, motociclistas e motoristas.
3 - Use, sempre, cinto de segurança, mesmo no banco traseiro. O uso do cinto reduz o risco de lesões severas ou mortes.
4 - O uso de cadeirinhas infantis pode reduzir 70% dos óbitos em crianças e 80% em bebês.
5 - Utilizar o telefone celular ao dirigir distrai o motorista e aumenta em quatro vezes o risco de colisão ou atropelamento.
6 - Cada redução de 5km/h na velocidade média representa diminuição de 30% nos traumas fatais.

Morrem 1,3 milhão de pessoas por trauma de trânsito a cada ano, constituindo a primeira causa de mortes no mundo em jovens de 15 a 29 anos.

A previsão, caso nada seja feito, é que em 2030 os traumas de trânsito se transformem na primeira causa de morte no mundo, com 2,4 milhões de óbitos por ano.

PARE E PENSE: Ao longo da história os transportes surgiram como instrumentos facilitadores para a vida cotidiana, no entanto, é preciso ter responsabilidade, respeitando as normas e regras de trânsito, para não transformar essa excelente criação em uma arma.

Acesse
PAZ NO TRÂNSITO
Pare e Pense - OpenBrasil.org
Página anterior Próxima página